"O tempo é valiosíssimo, mas não custa nada, podemos fazer o que quisermos com ele, menos possui-lo, podemos gasta-lo, mas não podemos guarda-lo. Quando o perdemos não podemos recupera-lo, "passou e pronto.!".

16.01.12

A importância da proteína!


Com papel fundamental na construção muscular, o nutriente é indipensável no cardápio de qualquer praticante de actividade física.

 


As proteínas são nutrientes importantes na alimentação de indivíduos de um modo geral e também para os praticantes de actividade física. Elas exercem um importante papel no organismo, e têm função construtora da musculatura, unhas, cabelos, pele e ligamentos e formação de enzimas, anticorpos e hormônios. “As proteínas são nutrientes que desempenham grande número de funções nas células de todos os seres vivos. Elas fazem parte da estrutura básica dos tecidos (músculos, pele, tendões etc) e desempenham funções metabólicas e reguladoras, como assimilação de nutrientes e transporte de oxigênio e gorduras no sangue. Por esses motivos, estão intimamente ligadas ao desempenho desportivo”, explica Andréa Andrade, nutricionista da RG Nutri. “Além disso, as proteínas também têm uma importante participação na recuperação muscular, devido as suas funções reconstrutoras”, completa Andréa. De acordo com a nutricionista Renata Rodrigues de Oliveira, do Instituto Mineiro de Endocrinologia, a recomendação diária de proteína para quem corre uma hora por dia, de três a seis vezes por semana, é de 1,2 a 1,4 gramas por quilo de peso, e o corpo dá sinais quando a quantidade ingerida do nutriente não é suficiente para atender as necessidades. “Perda de massa muscular, cansaço, fadiga e desnutrição são alguns dos `sintomas´ quando a quantidade ingerida de proteínas não é o bastante para superir as necessidades diárias do organismo”, afirma Renata.

Na hora certa
Apesar de trazer inúmeros benefícios para os praticantes de actividade física, os alimentos ricos em proteínas não devem ser consumidos antes de treinos ou provas, como explica Andréa. “Os alimentos protéicos tem uma digestão mais demorada, por isso podem provocar desconforto estomacal durante o exercício. Eles devem ser consumidos distantes dos horários de treinos, e de forma fracionada”, orienta a nutricionista da RG Nutri. “Após o treino ou competição, a proteína pode ser associada ao carbohidrato no intuito de acentuar a liberação de insulina e, consequentemente, aumentar a captação de glicose”, completa Andréa.

Confira alguns alimentos ricos em proteínas

Alimento Porção Proteína (gramas)
Animal . .
Atum 90g 22
Peru, carne magra 120g 9
Peixe 90g 17
Ovo (inteiro) 1 grande 6
Ovo (clara) 1 grande 4
Carne de boi magra 120g 24
Laticínios . .
Queijo cottage 0,5 xícara 15
Iogurte pobre em gorduras 240g 11
Queijo 30g 8
Leite desnatado 240g 8
Vegetais . .
Feijão cozido 1 xícara 14
Grão de bico 0,5 xícara 20
Lentilhas 0,5 xícara 9
Tofu 105g 11
Amêndoas secas 12 unidades 3
publicado por Zé às 11:34

Um espaço onde pode informar-se sobre aspectos relacionados com a corrida, alimentação, exercícios, nutrição, treinos, lesões etc,etc. Email:jmsesteves@mail.pt
Visitas/Tradutor
English French German Spain Italian