"O tempo é valiosíssimo, mas não custa nada, podemos fazer o que quisermos com ele, menos possui-lo, podemos gasta-lo, mas não podemos guarda-lo. Quando o perdemos não podemos recupera-lo, "passou e pronto.!".

06.04.10

Uso do gel


Saiba quando e como usar este suplemento que serve como repositor de carbohidratos para suas provas e treinos longos

 



Existem várias formas de potencializar seu físico para os treinos e provas, como a musculação, uma alimentação saudável e dedicação, mas uma substância muito comum entre os corredores pode trazer outros efeitos benéficos para o organismo. É o famoso gel. Criado por seus produtores como um meio de repor os carbohidratos, as novas tecnologias estão fazendo deste produto um complemento cada vez mais essencial.

Quando criado, o gel era a forma enriquecida dos líquidos repositores, não por ser melhor, mas por ser mais prático de carregar do que as garrafas. Com uma fórmula simples de carbohidrato, esse repositor agia rápido no organismo. Seus efeitos porém, acabavam rápido.

Com a chegada das concorrências, o gel foi ficando cada vez mais complexo e inovador. O que antes era apenas uma cadeia curta de carbohidrato,  transformou-se em uma fórmula de médio e grande porte, dando aos corredores uma resposta mais duradoura. As versões mais recentes já contêm aminoácidos, que ajudam a conter o cansaço mental e físico, e até cafeína.

Função
A principal função do gel é dar suporte ao corredor de longa distância (15 km pra cima), que necessita de um estimulante que ajude a manter a forma física no seu auge durante a prova, para que o corpo não sinta falta de nenhum nutriente e que tenha calorias pra queimar.

O gel tem sido usado também antes dos treinos, no lugar das refeições. “É comum pessoas que não conseguem alimentar-se correctamente antes dos treinos e competições, tomarem um gel para darem suas corridas” essa prática, porém, não é recomendável. “Nada substituiu uma fruta antes de treinar”, completa o professor Zeca, diretor técnico da Z.Track.

Gel nas provas e corridas
Diluído em água ou puro, o gel é uma boa pedida durante provas longas, sendo usado de duas a três vezes, dependendo da distância do evento. Já nos treinos, o seu uso é mais correcto quando a energia gasta é alta, necessitando de uma fonte energética que compense o que já foi liberado.

“Mesmo que o uso do gel seja benéfico para os corredores e que aparente ser inofensivo, é importante o atleta ter um contacto com uma nutricionista antes de começar a usar o produto para melhorar a performance”, analisa Priscila Di Ciero, nutricionista desportiva.

O valor do produto varia de acordo com a quantidade de nutrientes em seu composto. Quanto mais substâncias benéficas o produto possuir, mais alto será o seu valor no mercado.

A variedade de produtos também varia bastante, e tem para todos os gostos. Os principais produtos são feitos nos seguintes sabores: baunilha, chocolate, morango, frutas vermelhas, açaí e tangerina.

publicado por Zé às 22:30

Um espaço onde pode informar-se sobre aspectos relacionados com a corrida, alimentação, exercícios, nutrição, treinos, lesões etc,etc. Email:jmsesteves@mail.pt
Visitas/Tradutor
English French German Spain Italian