"O tempo é valiosíssimo, mas não custa nada, podemos fazer o que quisermos com ele, menos possui-lo, podemos gasta-lo, mas não podemos guarda-lo. Quando o perdemos não podemos recupera-lo, "passou e pronto.!".

29.12.10

Velho remédio


Técnica cada vez mais utilizada pelos corredores, o escalda-pés ajuda o atleta a relaxar e aliviar a dor e o tratamento pode ser feito em casa

 



Uma das técnicas mais antigas para relaxamento, o escalda-pés, foi criada há 4.000 anos a.C., e era usado para aliviar as fortes dores nos pés causadas pelas longas caminhadas. Atualmente, o mesmo método é usado por esportistas e corredores, que para relaxar os seus pés, resgatam a tradição oriental.

“Usado para descansar e relaxar os pés, o escalda-pés é um método muito antigo, mas de extrema funcionalidade. Sem contra indicações, pode ser realizado de várias maneiras distintas, com ervas diferentes e até outros objetos como bolinha de gude”, afirma Márcio Sasaki, fisioterapeuta e diretor técnico da Assessoria Esportiva que leva o seu nome.

Causando uma sensação de bem-estar, o escalda-pés aumenta o calibre dos vasos sanguíneos, melhorando a circulação de sangue no local. Porém, esse procedimento poucas horas antes e depois da corrida pode ser um risco para a saúde do corredor, como explica Sasaki.

“Como a corrida já dilata os vasos sanguíneos, o escalda-pés pode ser um procedimento sem benefícios antes e depois da corrida, podendo até gerar problemas de circulação sanguínea. Depois de 12 horas de o exercício ser realizado, o método já pode ser usado, agindo de forma correta e sem riscos”.

Para tirar a tensão pré-prova, muitos corredores usam o escalda-pés como um meio de relaxar. Contudo, se não for realizado no momento certo, o desempenho na competição pode até diminuir. “Como a musculatura está relaxada, a performance do corredor sofre”.

Como fazer
Realizado de diferentes formas, o escalda-pés deve ser feito conforme o propósito que o corredor deseja. Com grandes variedades de ervas, cada uma pode transmitir para os seus pés uma sensação distinta, cabível para o seu momento. Veja a tabela abaixo:

Ervas Contribui para

Arnica

Diminuir a dor

Calêndula e manjericão

São ervas anti-sépticas e antibctericidas, combatem frieiras

Guine

Diminuir dores nas articulações

Arruda

Ativar a circulação

Sal grosso

Dominuir os edemas

cravo, canela e alecrim

Estimular

Lavanda, erva cidreira e camomila

Relaxar, estimular o sono



Escolhida a erva, passe para a ação. Em um recipiente que cubra até a panturrilha, coloca-se água suficiente para deixar até seus tornozelos submersos, com a temperatura entre os 35°C e 40ºC. Com ajuda do sal grosso (que diminuirá as dores), os pés devem ficar cerca de 15 minutos embaixo d´água, sendo massageados com o auxílio das folhas. Esse tratamento pode ser realizado duas vezes por semana, sempre na parte da noite.

tags:
publicado por Zé às 12:36

Um espaço onde pode informar-se sobre aspectos relacionados com a corrida, alimentação, exercícios, nutrição, treinos, lesões etc,etc. Email:jmsesteves@mail.pt
Visitas/Tradutor
English French German Spain Italian