"O tempo é valiosíssimo, mas não custa nada, podemos fazer o que quisermos com ele, menos possui-lo, podemos gasta-lo, mas não podemos guarda-lo. Quando o perdemos não podemos recupera-lo, "passou e pronto.!".

23.07.13


Saiba mais sobre a causa e o tratamento desta doença, que atinge até 30% da população adulta

 

* Por Evaldo Bósio Filho

Cervicalgia é definida como qualquer dor, com ou sem rigidez articular (perda de mobilidade), que acomete da base do crânio (articulação atlanto-occipital) até a transição entre coluna cervical e coluna dorsal (torácica) região de C7-T1. Está presentes em cerca de 30% da população adulta, sendo mais comum em mulheres de 30 a 50 anos. Os factores que podem vir a gerar dores cervicais são diversos, sendo os mais comuns: postura inadequada, posição imprópria durante o sono, bolsas pesadas com suporte nos ombros, sentar em cadeiras com braços elevados, stresse psicológico e durante actividade profissional, hérnias cervicais, lesões e fracturas das vértebras cervicais, tumores, histórico de doenças reumáticas. As dores podem irradiar para a região dos ombros, principalmente na região próxima do músculo trapézio e região dorsal. Quando isso ocorre, ela recebe o nome de cervicodorsalgia. Muitas vezes as dores irradiam também para antebraço e braço em consequência de compressão das raízes nervosas que têm origem na região cervical (Plexo Braquial). Nesses casos, é possível que a dor venha acompanhada de déficit motor e/ou sensitivo por pinçamento das raízes nervosas. Quando isso ocorre, a cervicalgia recebe o nome de cervicobraquialgia. O Diagnóstico da cervicalgia é feito através de uma avaliação bem elaborada com exames de imagem (Raio X e Ressonância Magnética), exames e testes neurológicos (Testes de reflexos e sensibilidade) e informações clínicas com o fim de identificar o tipo da dor, como ela acontece, que momento do dia ela ocorre e com qual gravidade e frequência ela aparece. O tratamento fisioterápico é direcionado inicialmente para diminuir as dores. Assim que o paciente apresenta uma boa resolução do quadro álgico, dá-se início ao trabalho sobre a causa das dores. Diversas técnicas e terapias são utilizadas para o tratamento, como: terapia manual (mobilização e manipulação), recursos de eletrotermofototerapia, exercícios para alongamento e fortalecimento, actividades posturais como a Reeducação Postural Global (RPG), são tratamentos com grande eficácia para esse acometimento da região cervical. Após a resolução dos problemas cervicais, os pacientes devem ser orientados a mudarem alguns hábitos e tomar mais cuidado com posturas do dia a dia, afim de evitar novas recidivas de dores ou problemas cervicais.

tags:
publicado por Zé às 20:00

Um espaço onde pode informar-se sobre aspectos relacionados com a corrida, alimentação, exercícios, nutrição, treinos, lesões etc,etc. Email:jmsesteves@mail.pt
Visitas/Tradutor
English French German Spain Italian