"O tempo é valiosíssimo, mas não custa nada, podemos fazer o que quisermos com ele, menos possui-lo, podemos gasta-lo, mas não podemos guarda-lo. Quando o perdemos não podemos recupera-lo, "passou e pronto.!".

15.07.13


Rica em carbohidrato, o consumo oferece energia de forma rápida ao organismo. Conheça este e outros poderes da banana, essenciais para quem corre. A mais tropical das frutas é uma das maiores aliadas dos praticantes de desportos, em especial, dos corredores. A banana é rica em carbohidratos, que é a fonte de energia rápida mais usada pelo organismo. Isso a torna uma excelente opção de café da manhã ou lanche pré-treino. Mas as vantagens da banana não param por aí. De acordo com a nutricionista Cibele Crispim, da RGNutri Consultoria Nutricional, a fruta também é óptima fonte de potássio, mineral importante para o bom funcionamento dos músculos, e de vitamina B6, que ajuda na formação de células do sangue. “Atletas costumam consumir banana para garantir melhores desempenhos musculares, além de ser uma das fontes preferidas de carbohidrato para antes, depois ou durante o treino”, explicou. “Como bastante banana, de 6 a 8 por dia. Sempre como duas antes e depois de cada treino”, disse Richard Wygand, 27 anos, triatleta e estudante de educação física. “É uma fruta fácil de encontrar, além de ser muito gostosa. É difícil achar alguém que não goste de banana”, completou.


Carbohidrato
O principal motivo pelo qual a banana é uma das frutas mais consumidas durante as provas e treinos é sua fácil digestão. “Por ter uma boa quantidade de carbohidrato, é possível recuperar as reservas energéticas até durante o exercício”, disse a nutricionista.Uma banana média corresponde à quantidade de carbohidrato contida em um sachê de gel. Por isso, é preciso ficar atento ao tipo de treino e analisar se é mesmo necessária a ingestão da fruta.

Potássio
Além da água, o corpo perde potássio, sódio e cloreto no suor durante o exercício. Por isso, é importante repor todos esses minerais. É comum ver corredores consumindo isotônicos ou até um punhado de sal para repor o sódio, mas é preciso lembrar também do potássio. “Uma época, diminui a ingestão da fruta e senti uma diferença. Passei a ter mais câimbra do que geralmente tenho”, contou Richard Wygand. “O potássio é o responsável por auxiliar na contração muscular e a falta da substância é relacionada à ocorrência de câimbras”, afirmou Cibele Crispim. Mas a ausência de potássio não é o único motivo desse distúrbio. O esgotamento muscular e a falta de sódio, perdido por meio do suor, também são causas comuns de câimbras. Isso significa que além de ingerir banana, o corredor deve se hidratar bem e ingerir isotônicos para não correr o risco de ter as inconfortáveis contrações.

Vitamina B6
Essa vitamina está associada ao metabolismo energético, ou seja, ajuda o organismo a quebrar o glicogênio muscular em vez de usar as proteínas do músculo para ter energia e favorece a recuperação pós-exercício.


publicado por Zé às 12:22

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Um espaço onde pode informar-se sobre aspectos relacionados com a corrida, alimentação, exercícios, nutrição, treinos, lesões etc,etc. Email:jmsesteves@mail.pt